Pequenos provedores recuam em junho, mas seguem puxando o mercado de banda larga

O Brasil terminou o primeiro semestre de 2019 com 31,69 milhões de conexões fixas à internet, segundo balanço divulgado pela Anatel nesta terça, 6/8. Embora a trajetória geral seja de avanço, no mês houve recuo de 0,62%, ou a perda líquida de 196,8 mil acessos. Ainda assim, o semestre terminou com 452,5 mil mais acessos do que quando começou.

O recuo em junho parece diretamente relacionado ao desempenho dos provedores de pequeno porte, aquele grupo de empresas que detém menos de 5% do mercado total cada uma – ou menos de 1,5 milhão de clientes no cenário atual. Embora elas continuem responsáveis por três de cada quatro novos acessos, em junho o segmento das pequenas perdeu 128 mil conexões, 65% do recuo total do mercado.

No total, a Claro/Net terminou junho com 9,53 milhões de acessos (30,08% do total), seguida pela Vivo com 7,39 milhões (23,31%) e pela Oi com 5,75 milhões (18,16%). Todas as demais operadoras que ofertam banda larga são consideradas de pequeno porte e juntas detém 25,9% do mercado total.

Ainda segundo a Anatel, em junho um terço das conexões à internet no Brasil tinham velocidades acima de 34 Mbps (10,5 milhões de domicílios, 33,2% do total), seguida das de 2 a 12 Mbps (8,8 milhões, 27,9%), de 12 a 34 Mbps (7,8 milhões (24,6%), de 0,51 a 2 Mbps (4,1 milhões, 12,9%) e das de até 0,5 Mbps em 395,02 mil (1,25%). O desempenho acompanha o crescimento da fibra óptica, que já responde por 22.9% de todas as conexões.

Fonte: Convergência Digital

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *