Rússia pode se desconectar da internet a qualquer momento!

A lei da “Internet soberana” sancionada pela Rússia entrou em vigor na última sexta-feira(1). O país pode, a qualquer momento, se desconectar da internet global. Os analistas políticos temem que a medida tenha como foco a censura online.

A lei foi assinada pelo então presidente Vladimir Putin em maior deste ano, e segundo o governo, é para garantir a segurança da Rússia no caso de algum ataque grave cibernético. A lei que entrou em vigor prevê controlar a internet do país, e este centro de controle será em Moscou.

Assim, a lei permite que a Rússia tenha sua própria estrutura de internet nacional controlada através de infraestrutura própria. E assim, poderia se desconectar do resto do mundo. Especialistas da áreas afiram que isso é possível.

Para poder gerenciar o fluxo de informações a seu favor, eles precisam ter um sistema instalado de antemão, disse Sergey Sanovich, do Centro de Política de Tecnologia da Informação da Universidade de Princeton, em entrevista à CNBC.

A lei já é causa de muitos protestos no país desde o começo do ano. Defensores dos direitos humanos alertam que a lei é uma ameaça a liberdade de expressão e a mídia.

A lei da ‘internet soberana’ pretende fornecer uma base legal para a vigilância em massa e permite que o governo aplique efetivamente a legislação existente on-line que prejudica a liberdade de expressão e privacidade, disse a Human Rights Watch em um post no blog quinta-feira .

O governo russo quer, ao mesmo tempo, restringir muitas liberdades online. Assim, o uso de serviços de trocas de mensagens que utiliza criptografia, são alvos. Inclusive, o Telegram é um dos principais focos.

Caso a medida entre em ação, os provedores de internet terão que direcionar o tráfego através de servidores especiais. Estes por sua vez, são gerenciados pelo Roskomnadzor, o regulador de telecomunicação do país. E assim, uma espécie de intranet passaria a funcionar em todo o país.

A RuNet já vem sendo planejada a pelo menos 5 anos, inclusive anteriormente, a Rússia tentou obrigar as empresas estrangeiras a manter os dados de cidadãos russos em servidores localizados tão somente na Rússia.

Os políticos locais estão divididos, e temem que essa separação tenha uma impacto econômico catastrófico, e assim desencadear serviços modernos como assistência médica, serviços bancários e outros em um momento de decadência e involução.

(Sempre Update)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.