Operadoras anunciam atuação conjunta durante crise do coronavírus

Em comunicado conjunto (clique aqui para visualizar) publicado nesta sexta-feira, 20, as principais operadoras do País (Algar, Claro, Nextel, Oi, Sercomtel, TIM e Vivo) anunciaram uma atuação integrada para garantir a conectividade durante a pandemia do novo coronavírus (covid-19). Sob supervisão do SindiTelebrasil, um comitê com todas as empresas será responsável pelo planejamento das ações, em interlocução com o MCTIC, a Anatel e demais autoridades.

“As empresas de telecomunicações estão deixando a competição em segundo plano e têm o compromisso de atuar de forma conjunta para seguirem juntas na implementação ágil dos serviços de telecomunicações necessários para o enfrentamento dessa crise de forma segura e efetiva”, afirmou o grupo de operadoras.

Vivo implanta gradualmente bônus de franquia 4G durante crise do coronavírus
“Estamos vivendo um cenário sem precedentes, no qual temos que concentrar esforços na continuidade das atividades da sociedade, com estabilidade das redes e conexões, uso responsável de todos os recursos, preservação dos serviços, e, principalmente, proteção da saúde de nossa população”, completou o comunicado.

Ações emergenciais
O setor também listou as medidas emergenciais tomadas até agora. Entre elas, a criação de um plantão permanente de equipes de implantação, instalação, reparo e manutenção de rede e serviços, que vão “operar de forma contínua para assegurar a continuidade dos serviços, resguardadas situações de risco à saúde de funcionários e clientes”.

A lista também inclui a criação de comitês individuais em cada empresa, a “atenção e cuidado redobrado na operação das redes”, o acesso gratuito a canais de notícias e aplicativos oficiais do governo (neste caso, via zero rating, sem descontar da franquia), o envio de SMS emergenciais e a comunicação direta com clientes como forma de evitar eventuais sobrecargas. A abertura de canais de entretenimento durante o período de quarentena também foi destacada.

Prédios e pontos de venda
As operadoras ainda confirmaram uma redução gradual dos pontos de venda, com fechamento de lojas e atendimento reduzido seguindo orientações do controle sanitário. Dessa forma, o relacionamento a partir de canais digitais será ampliado.

As empresas também prometeram esvaziar prédios e lojas onde casos de contaminação pelo vírus forem confirmados, além da suspensão imediata de viagens domésticas e internacionais, da proibição de comparecimento a eventos e encontros e da limitação de participação em reuniões presenciais, priorizando o trabalho a partir de casa (home office).

No último domingo, 15, a Anatel enviou um ofício às operadoras com uma série de diretrizes para atuação durante o combate à pandemia. O pacote foi discutido por governo e empresas ao longo da semana, uma vez que alguns pontos causaram preocupação no setor; a Anatel fixou esta sexta-feira, 20, como prazo para apresentação de ajustes por parte das operadoras.

(Teletime)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.