Cloudflare encerra suporte ao 8chan após massacre no Texas

O Cloudflare, serviço de infraestrutura de provedores, não vai mais oferecer suporte ao 8chan. A empresa fez um anúncio em seu blog apontando que a decisão está relacionada aos atentados criminosos que teriam sido organizados por lá.

O estopim para término do serviço foi o tiroteio em El Paso, no Texas, ocorrido no último domingo (7). Um rapaz entrou em uma loja da rede Walmart e abriu fogo contra pessoas que estavam no local, resultando na morte de 20 delas.

Segundo o Cloudflare, há evidências de que o ataque tenha sido inspirado em fóruns dentro do 8chan. “Infelizmente, este não é um incidente isolado. Quase a mesma coisa aconteceu dentro do 8chan antes do ataque na Christchurch, Nova Zelândia. O atirador de El Paso, especificamente, se referiu ao incidente em Christchurch e parece ter sido inspirado por uma ampla e não moderada discussão no 8chan que glorifica o massacre”, escreveu a empresa.

Apesar da movimentação, o Cloudflare acredita que isso, infelizmente, não será o suficiente para derrubar a ação deste tipo de fórum. A empresa lembra que, há dois anos, derrubou um serviço de sua plataforma chamado Daily Stormer, com o mesmo propósito do 8chan. A plataforma ressurgiu sendo suportada por um concorrente do Cloudflare. “Não temos a menor dúvida de que o mesmo vai acontecer com o 8chan”, diz o texto.

O comunicado ainda fala sobre uma possível argumentação de que a derrubada do serviço possa ferir a Primeira Emenda da Constituição dos Estados Unidos, a qual defende a liberdade de expressão no país.

O Cloudflare argumenta que é uma empresa privada, motivo pelo qual tem soberania sobre a quem pretende oferecer seus serviços. Além disso, o texto destaca que mais de 50% da receita da empresa vem de empresas fora do país, nos quais não há respaldo da Primeira Emenda. “A única relevância da Primeira Emenda neste caso e em outros é que isso nos permite escolher com quem queremos ou não fazer negócios; isso não nos obriga a fazer negócios com qualquer um”, aponta a companhia.

O fim do serviço acontecerá às quatro da manhã desta terça (6), no horário de Brasília.

Fonte: Cloudflare

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *