Mulher sofre acidente em fiação baixa de poste em Parnaíba

Fiação baixa provocou pescoço cortado e várias escoriações pelo corpo de jovem; municípios tentam aprovar aterramento de fios e cabos.

Nesta quarta-feira, 18, uma mulher identificada como Tatiana Santos sofreu um sério acidente na cidade de Parnaíba, no litoral do estado de Piauí. Enquanto pilotava a sua moto, a jovem foi surpreendida por um fio da rede telefônica baixo que cortou o seu pescoço.

Por volta das 8h30, a jovem estava indo trabalhar, mas não percebeu a fiação no seu caminho. Durante o acidente, ela não conseguiu tirar o fio de telefonia enroscado no pescoço até que a fivela do capacete quebrou e ela caiu da moto, provocando várias escoriações pelo corpo.

Tatiana afirma que o fio de telefonia também provocou uma pequena descarga elétrica que queimou seu pescoço.

Nas redes sociais, Tatiana fez um desabafo: “Um alerta para as pessoas que andam de moto pelas ruas de Parnaíba, pela a irresponsabilidade dos profissionais de rede telefônica que deixaram um fio baixo na Rua Samuel Santos no bairro Piauí. Agora pela graça de Deus estou viva pra alertar outras pessoas.”

A mulher foi resgatada pelo Serviço de Atendimento Móvel (SAMU) e não corre o risco de morte.

Em entrevista, ela disse que além do pescoço e escoriações pelo corpo, ela também teve um corte na orelha e uma lesão na cabeça.

A fiação que cruza os postes é um problema comum em várias cidades do país. Além da poluição visual, os fios baixos podem provocar acidentes como o que ocorreu em Parnaíba.

Vários municípios tentam aprovar projetos que obrigam as operadoras de telefonia e de energia elétrica a aterrar a fiação. É o caso da Campinas-SP, que pretende exigir das companhias que toda a fiação aérea do município seja implantada de forma subterrânea em um prazo de 12 anos.

(GP1 e Extra Paranaíba)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *