Holanda conclui leilão bilionário da rede 5G

País arrecadou 1,23 bilhão de euros. Licitação da faixa de 3,5 GHz fica para 2022.

O governo holandês anunciou que arrecadou 1,23 bilhão de euros (R$ 7,27 bilhões na cotação atual) no seu primeiro leilão de frequências do 5G.

O processo licitatório iniciou em 29 de junho e foi encerrado nesta terça-feira, 21.

As faixas foram adquiridas pelas três principais operadoras móveis da Holanda, a KPN, a VodafoneZiggo e a T-Mobile.

Cada uma das empresas gastou em torno de 400 milhões de euros (R$ 2,36 bilhões) para adquirir as licenças das frequências de 700 MHz, 1,4 GHz e 2,1 GHz. As licenças são válidas até 2041.

A faixa de 3,5 GHz ainda não foi leiloada, pois está sendo utilizada pelos serviços de inteligência do país. Após realocar a frequência, a Holanda pretende realizar um novo leilão em 2022.

Atualmente, a VodafoneZiggo já oferta a rede 5G DSS em território holandês, a partir do compartilhamento de frequências do espectro 4G, assim como está sendo feito no Brasil pela Claro, TIM e Vivo.

No Brasil ainda não há uma data definida para o leilão, podendo ocorrer no primeiro semestre de 2021. A expectativa é que sejam alocadas as frequências de 700 MHz, 2,3 GHz, 3,5 GHz e 26 GHz para a rede 5G.

Estima-se que o leilão brasileiro será um dos maiores do mundo, movimentando R$ 20 bilhões em arrecadações e investimentos.

(Reuters/Teletime)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.