Google desiste de serviço de Wi-Fi gratuito. Brasil é afetado

A Google anunciou o fim do Google Station, programa que disponibiliza conexão Wi-Fi em estações de trem e metrô de países em desenvolvimento. O projeto era integrante da iniciativa Next Billion Users, na qual a empresa buscava soluções alternativas de uso de internet em locais cuja conexão era instável. Versões mais leves dos apps (como o Google Go e YouTube Go) e recursos off-line (como o presente no Maps) estão embaixo desse guarda-chuva.

Lançado na Índia em 2015, o ‘Station’ foi expandido para países como México, Tailândia, Nigéria, Filipinas e Vietnã, chegando ao Brasil em junho de 2019. Na época, a empresa informou que mais de 10 milhões de usuários utilizam o serviço de forma ativa. O programa foi escolhido para ser a plataforma de monetização da iniciativa Wi-Fi Livre do governo de São Paulo.

Em comunicado publicado em blog oficial, a Google informou que “os desafios impostos por diversos requisitos técnicos nos diferentes países tornaram difícil a nossa missão de escalar e tornar o projeto sustentável, especialmente, para nossos parceiros”. Outro ponto levantado pela empresa foi a redução nos preços de pacotes de dados, o que aumentaria o acesso à internet.

A Google também informou em sua postagem que o programa será interrompido de forma gradual ao longo de 2020 e que está “trabalhando com nossos parceiros brasileiros em um plano de transição do serviço e continuaremos dando suporte a eles e aos usuários até o fim do ano.”

(Convergência Digital)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.